SIP para iniciantes

Sem “blablablá”, vamos ao SIP!

O SIP é um dos protocolos mais lindos que existem hoje, e aqui ficará uma bela oportunidade de você entender como ele funciona. Farei alguns posts semanais, mostrando a maravilha deste protocolo.

Defino que existem alguns estágios (ou níveis) de conhecedores do protocolo SIP:

  • Nível 01: “É muito complicado. Prefiro não entender.”
  • Nível 02: “No SIP não passa voz?”
  • Nível 03: “OK, faz sentido.”
  • Nível 04: “Como eu não estudei isso antes?”
  • Nível 05: “Isso é melhor que LEGO!”

O intuito é encorajar você a chegar no nível 03 e, pra isso, iniciarei do básico!

Logo abaixo, temos uma imagem, que é um exemplo perfeito para iniciarmos o entendimento do universo SIP.

Cada traço apresentado na imagem é o protocolo SIP em ação. Analise com calma. Cada traço é importante.

Aproveite para tentar entender:
a) Como funciona o fluxo das mensagens.
b) Onde e quando inicia a troca de áudio.
c) Quem desligou primeiro: John ou Bruno?

Fácil, não é mesmo?

Este SIP FLOW é fundamental para entendermos o universo SIP. Apesar de simples, ele está recheado de informações:

a) Quem inicia a chamada
Ramal do John (ver primeiro traço verde).
Chamamos de INVITE esta primeira mensagem que contém a solicitação de chamada.

b) Ring
Note que quem diz que o telefone está “ringando” é o telefone do destinatário. Ou seja, o telefone do Bruno.
Quando o telefone do John recebe a informação “Ringing“, o John começa a escutar o famoso som de que o telefone está “chamando”. Se estivesse ocupado, você teria um retorno “BUSY” e escutaria o tom de ocupado.

É interessante destacar que na grande maioria das vezes, o tom que escutamos (ocupado ou chamando) é definido pelo aparelho da ponta, e que cada país adota o seu padrão de tom.

c) No SIP não passa voz?

Com este SIP FLOW você já deve ter identificado que o protocolo responsável pelo transporte da voz (áudio) é o RTP e não o SIP.

Portanto: No SIP não passa voz!

Quando você está com problemas de áudio (Ex: A chamada completa, mas fica muda), ele sempre estará relacionado a alguma configuração que envolve o protocolo RTP.

d) Quem desligou a chamada?

Quem desligou primeiro a chamada foi o “Bruno”. Note que o “Bye” está vindo dele.

Agora vamos a um exemplo real utilizado o famoso SNGREP para analisar os pacotes. Note que, neste caso abaixo, o destinatário estava ocupado, sendo possível observar na linha “486 Busy Here“.

Bacana, não?

Agora você já consegue avaliar a troca de mensagens SIP para lhe ajudar a identificar possíveis problemas.

No próximo post daremos um passo a mais, e entenderemos os famosos REQUEST e RESPONSES do SIP.

Até lá!

Ronaldo Sacco
Sócio Co-Fundador da SaperX. Diretor Técnico. Especialista em SIP, Asterisk e programação de alto desempenho. O cara que faz a vaca voar.
Post criado 20

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Posts Relacionados

Comece a digitar sua pesquisa acima e pressione Enter para pesquisar. Pressione ESC para cancelar.

De volta ao topo